Ter que lidar diariamente com a transpiração acima do normal não precisa mais atrapalhar a sua rotina. A solução para acabar com isso está mais perto do que você imagina com a cirurgia do suor.

Quem sofre de hiperidrose, também conhecido como suor excessivo, passa por momentos bastante constrangedores no dia a dia.

Afinal, com a hiperidrose o indivíduo não precisa estar passando calor ou enfrentando um momento de tensão para produzir suor excessivo em áreas do corpo como mãos, axilas, couro cabeludo, rosto, nádegas, virilhas ou pés.

Se você se identificou com a circunstância acima, pode realizar uma Avaliação Online para saber mais detalhes sobre o seu caso.

Como saber se preciso da cirurgia do suor?

Hiperidrose não tem relação com uma vida saudável, uma vez qualquer pessoa pode sofrer com essa condição. O suor excessivo é uma consequência de um desequilíbrio do  sistema nervoso, que envia estímulos demais às glândulas – responsáveis por produzirem o suor.

E, como já postamos aqui no blog, embora o suor excessivo seja considerado uma doença, ele não causa nenhum prejuízo direto à saúde.

Em contrapartida, não ter o controle sobre esse desconto físico acaba acarretando alguns aborrecimentos como, por exemplo, a dificuldade de interação social, uma vez que o acontecimento é incontrolável.

Para iniciar um tratamento de hiperidrose,, é necessário realizar uma avaliação para começar um tratamento clínico com medicamentos orais ou tópicos.

Porém, em casos mais graves, a cirurgia do suor realizada pelo Dr. Malucelli pode ser a escolha correta.

Como funciona a intervenção cirúrgica?

Também conhecida como simpatectomia, cirurgia de sudorese ou cirurgia de hiperidrose, a cirurgia do suor é um procedimento que pode ser realizado tanto em homens como em mulheres.

O procedimento se divide em dois tipos e pode ser realizado tanto na região do tórax, como na do abdômen. Tudo depende do local onde o paciente apresenta o suor em excesso.

O primeiro deles se chama simpatectomia torácica e, como o próprio nome já representa, é realizado na região do tórax, com o intuito de eliminar o suor em excesso da face, couro cabeludo, pescoço, mãos, axilas e o odor das axilas. E, em alguns casos mais específicos,  pode ser feito para eliminar o suor das costas/tórax e abdômen.

A outra intervenção é a simpatectomia lombar que, realizada na região do abdômen, é responsável pela eliminação do suor das nádegas, virilhas, coxas e pés e serve também para retirar o mau odor dos pés.

Quais são os benefícios da cirurgia do suor?

Quem opta pela intervenção cirúrgica deve saber que o processo é rápido, seguro, pode ser definitivo e os resultados normalmente são notados imediatamente ao final do procedimento ou em até 15 dias após a cirurgia.

No entanto, vale lembrar que o resultado varia de pessoa para pessoa e depende do seu quadro clínico, idade e outros fatores. Por isso cada atendimento realizado pelo Dr. Malucelli é individualizado, sempre buscando a integridade física e a qualidade de vida do paciente.

Existem riscos e efeitos colaterais?

Sim. Embora aconteça em apenas alguns casos, após a cirurgia do suor ser realizada, pode acontecer um aumento ou aparecimento de suor em outras áreas do corpo da pessoa.

Mas não precisa se preocupar, apenas 8% das pessoas apresentam esse quadro em grande intensidade. Além disso, existem tratamentos para tentar solucionar o suor compensatório.

Relacionados: