Conviver com a Hiperidrose, ou seja, a ocorrência do suor excessivo em áreas como mãos, axilas, couro cabeludo, rosto, nádegas, virilhas ou pés, pode afetar a vida de uma pessoa de diferentes formas.

Além da questão estética, que afeta de maneira mais direta as mulheres, a Hiperidrose pode trazer problemas no trabalho e na vida pessoal de qualquer pessoa que se encontre nesta situação.

Por exemplo, alguém que dependa de trabalhos manuais pode encontrar dificuldade de manuseio de qualquer material com as mãos, por conta do excesso de transpiração.

Para tratar um paciente com suor excessivo em qualquer que seja a parte do corpo afetada, existem dois tipos de tratamento: cirúrgico e não cirúrgico.

A intervenção cirúrgica consiste na aspiração das glândulas das axilas ou o bloqueio de gânglios da cadeia simpática, também conhecida como cirurgia do suor.

Como todo procedimento cirúrgico, o tratamento para a hiperidrose pode ter efeitos colaterais. Um deles é o aparecimento ou aumento do suor em outras áreas do corpo que antes não eram afetadas, chamado de suor compensatório.

Saiba como tratar o suor compensatório:

Apesar de ainda não existir nenhum tratamento considerado ideal para o tratamento desse sintoma, contamos com alguns procedimentos que podem melhorar essa condição:

Aplicação de Botox

A utilização da toxina botulínica é uma opção bastante viável. O único lado negativo é que quanto maior a área afetada, mais aplicações serão necessárias.

Uso de Medicamentos

Sempre com o auxílio de um especialista em Hiperidrose, para alguns casos é recomendado a utilização de remédios específicos para essa finalidade.

Controle de peso corporal

É fundamental manter o peso corpóreo no nível ideal (IMC próximo 25%). Quando o paciente está acima do peso, com certeza ele irá suar em excesso.

Nova cirurgia de suor

Em alguns casos uma nova cirurgia se faz necessária, seja a simpatectomia no tórax ou no abdômen. Os procedimentos podem ser realizados com o objetivo de bloquear o nervo simpático em outros níveis do nervo que não foram operados na primeira cirurgia. O objetivo é eliminar e/ou diminuir o suor de algumas faixas do corpo que devem ser definidas no pré-operatório.

A questão é que ainda é possível surgir suor compensatório em outras áreas não operadas. Um período mínimo de 6 meses deve ser respeitado entre as cirurgias.

A melhor forma de tratar a Hiperidrose é procurando um especialista e agendando uma consulta.

Relacionados: